sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O Teste...

Recebi isto e tenho de aqui o partilhar. Noutras ocasiões, não costumo ser sensível a este tipo de textos. Desta vez, porém, não me consigo impedir de abrir esta excepção. Que se tirem as ilações necessárias.

Certo dia, um professor chegou na sala de aula (isto numa escola oriental) e disse aos alunos para se prepararem para uma prova-relâmpago.

Todos acertaram suas filas, aguardando assustados o teste que viria.

O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era de costume.
Depois que todos receberam, pediu que virassem a folha.


Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha.
O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte:


- Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.
Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa.


Terminado o tempo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta.

Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha.
Terminada a leitura, a sala em silêncio, o professor então começou a explicar:


- Este teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós. Ninguém na sala falou sobre a folha em branco.

Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim acontece em nossas vidas. Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros. A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado.


Temos motivos para comemorar sempre. A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro!

O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo.


Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas são eles que povoam nossa mente.

Pense nisso!

Tire os olhos dos pontos negros de sua vida.
Tranquilize-se e seja .... FELIZ

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Festa do Japão em Lisboa

Decorrerá no próximo dia 1 de Outubro a Festa do Japão, evento de entrada gratuita que terá lugar no Jardim do Japão em Belém, Lisboa. Uma oportunidade imperdível de aproximação e abordagem entre as nossas duas culturas, sem termos de dispender rios de dinheiro em passagens aéreas e outras despesas associadas. De acordo com a Embaixada do Japão (o patrocinador principal) o programa será como segue:

A Festa do Japão em Lisboa tem por objectivo celebrar a amizade e cultura entre o Japão e Portugal no Jardim do Japão, sito entre o Museu de Arte Popular e o Hotel Altis Belém. O evento é composto por dois momentos específicos. O primeiro, com início às 12h00 e conclusão pelas 12h30, destina-se à reabertura do Jardim do Japão com os representantes das entidades organizadoras e convidados e o segundo momento tem início pelas 13h00 com as actividades culturais nas tendas e palco até às 21h00, com a seguinte programação:

Tenda 1 < Embaixada do Japão
13h00-14h00 < Demonstração de caligrafia (pelo staff da Embaixada)
14h00-15h00 < Demonstração de Ikebana (arte floral japonesa) (demonstração pela Ikebana International)
15h30-16h00 < Poesia Haiku (pela Prof.ª Leonilda Alfarrobinha)
16h00-17h00 < Orikata/Furoshiki (técnicas de embrulho, pela Fundação Oriente)
17h00-18h00 < Sessão de autógrafos com o Rui Zink (pela Associação Luso-Nipónica)
18h00-19h00 < Demonstração de Origami (Prof.ª Fátima Granadeiro)
19h00-20h00 < Demonstração de Ikebana (Fundação MOA)

Tenda 2 < Câmara Municipal de Aveiro
Mostra de Bonsais e de artigos relacionados com a geminação entre esta Câmara e a cidade de Oita no Japão.

Tenda 3 < Associação Wenceslau de Moraes e Club Bonsai de Sintra
Mostra dos livros escritos por Moraes. O Club Bonsai de Sintra fará uma exposição de Bonsais.

Tendas 4, 5 e 6 < gastronomia japonesa
Mostra e venda de gastronomia japonesa (Oden, Futomaki, Onigiri, Chirashi sushi, Edamame, Dorayaki, Tonjiru, Dango, Yakitori, caril japonês, Takoyaki e bebidas).
Tenda 7 < Castella do Paulo e exposição de Gunpla
Exposição, demonstração em vídeo e venda de pão-de-ló japonês “Castella” que foi levado pelos portugueses para o Japão no século XVI. Há também uma exposição de maquetas do Gundam pela NCreatures.

Tenda 8 < NCreatures
Exposição de bonecos de animação com possibilidade de venda. 

Tendas 9 e 10 < Empresas japonesas
Exposição de automóveis eléctricos e motas de empresas japonesas.

ACTIVIDADES NO PALCO
//14h00-15h00 < Demonstração de Yukata (Embaixada do Japão)
//15h00-16h20 < Demonstração de Artes Marciais (Associação de Amizade Portugal-Japão)
// 16h20-16h30 < Dança Butoh (Maria Lima)
// 16h30-17h00 < Lançamento do livro de Rui Zink (Associação Luso Nipónica)
// 17h00-18h00 < Eurocosplay (Associação Luso Nipónica)
// 18h00-19h00 < Concurso Nihon maru batsu (Embaixada do Japão, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian)
// 19h00-19h30 < Música japonesa e fado (Embaixada do Japão)
// 19h30-20h00 < Concerto de Hana Kogure (Associação Luso Nipónica)

Local: Jardim do Japão, em Lisboa, entre o Museu de Arte Popular e o Hotel Altis Belém
Horário: das 12h00 às 21h00
Entrada Gratuita
Organização: Embaixada do Japão, Câmara Municipal de Lisboa e Associação de Amizade Portugal-Japão, em colaboração com a JapanNet.

Mais informações: Embaixada do Japão, Sector de Informação e Assuntos Culturais
Tel.21-3110560, E-mail: cultural@embjapao.pt


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Celebridades como generais russos

E se algumas das celebridades conhecidas (passe o pleonasmo) fossem, ou tivessem sido generais Russos? Daqueles retratados em poses majestáticas, de uniforme? Esta visão alternativa de alguns famosos é o que nos mostra alguém simplesmente denominado Replaceface na sua página no Tumblr, resultante da manipulação digital dos quadros originais pintados no Séc. XIX pelo artista retratista inglês George Dawe, representando 329 retratos de generais Russos activos durante a campanha de invasão da Rússia por Napoleão e que se encontram actualmente expostos na Galeria Militar do Palácio de Inverno, em São Petersburgo.

A notícia original foi retirada nesta página do Retronaut e dela reproduzo apenas alguns dos que mais chamaram a atenção.


Amor é...

Recebida de um colega, sem mais comentários...

O homem sentado na sua varanda de casa a beber uma cerveja ao lado da mulher e dizer..."adoro-te", ao que a mulher responde... "isso já é a cerveja a falar". E ele responde... "Não, sou eu a falar com a cerveja"...!!!

E assim foram as 6H do Estoril no campeonato Le Mans Series

Três dias em cheio na já vetusta, mas sempre desafiante, pista do Estoril para este fã de desportos motorizados munido do bilhete de "Paddock". O resumo possível pode ser lido nos artigos do blog Le Mans Portugal e do PlanetLeMans.com. Para a história da última prova do campeonato Le Mans Series de 2001, aqui ficam os bonecos dos vencedores nas cinco classes em contenda:

1º LMP1 e da Geral, o Pescarolo-Judd com Emmanuel Collard, Christophe Tinseau e Julien Jousse

1º LMP2 e 3º da Geral, o Oreca 03-Nissan da TDS Racing com Mathias Beche, Pierre Thiriet e Jody Firth

1º LM GTE Pro e 6º da Geral, o Ferrari 458 Italia da JMW Motorsport com James Walker e Rob Bell

1º LM GTE Am e 11º da Geral, o Porsche 911 RSR (997) da IMSA Matmut Performance com Raymond Narac e Nicolas Armindo

1º FLM (Formula Le Mans) e 12º da Geral, o ORECA-FLM 09 da Pegasus Racing com Peter Kutemann e Nicolas Marroc


Para finalizar, uma volta ao Autódromo Fernanda Pires da Silva (vulgo 'do Estoril') com o carro da equipa composta pelos únicos pilotos nacionais em campo, os irmãos Manuel Mello-Breyner e Pedro Mello-Breyner, juntamente com Fabien Rosier, que na prova se classificaram no 3º posto da classe LMP2 (5º da Geral), ao volante do Norma M200P - Judd da equipa francesa Extreme Limite AM Paris. Atente-se à descrição técnica da condução ao longo do percurso de 4140m:


Le Mans Series 2011 - ESTORIL - On Board Camera... por webmasterlms

Dilbert: Fantasia e/ou realidade?

Dilbert.com

Schrödinger's Pussy - Sexy Nerd Girl 87

Uma das rábulas (e textos) mais engraçados alguma vez representados nos Vlogs desta SNG (Sexy Nerd Girl). O título, glosando a figura do Gato de Schrödinger da Física, pode ser traduzido pela dupla "A Ratinha/A Gatinha de Schrödinger" (não tem a mesma piada que a alusão do original em inglês). =D


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Star Wars™: The Old Republic™ - O Destino da Galáxia

Foi há dois anunciada a data oficial de lançamento do jogo RPG online baseado em Star Wars: 22 de Dezembro na Europa (20 nos Estados Unidos). Está desfeito o suspense apesar de que a data é um pouco mais tardia do que os fãs e potenciais clientes do produto desejavam. Seja como for: já tenho que fazer nas férias de Natal! Eis o trailer oficial, no qual se vê pela primeira vez afixada a data:

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Teaser Tuesday #2

A minha Teaser Tuesday de hoje.

"Isidore takes out his zoku-made magnifying glass — a gift from Pixil, a smooth disc of smartmatter atop a brass handle — and peers at  the body through it. Veins and brain tissue and cellular scans flash into being around him, archeology of a dead metabolism floating past like exotic sea creatures. He 'blinks again, at the unfamiliar medical information this time, and winces at the mild headache as the facts entrench themselves in his short-term memory."

Pág. 33, The Quantum Thief de Hannu Rajaniemi.[*]

[*] Uma obra que urge traduzir para Português de Portugal!

Como será, voar sobre o Planeta Terra?

A Magia da Realidade

The Magic of Reality: How We Know What’s Really True é o nome da obra recentemente editada no Reino Unido (15 de setembro) pelo conhecido divulgador científico, o biólogo evolucionário Richard Dawkins, e profusamente ilustrada pelo artista Dave McKean. Desta feita o esforço conjunto é dirigido a públicos de todas as idades e não apenas a adultos, num guia ilustrado que responde a questões como "De que são feitas as coisas?", "O que é o Sol?", "Estamos sós?", "O que é a Realidade? O que é a Magia?" e inúmeras outras. Uma boa forma de introduzir (se não existirem já) questões pertinentes e aparentemente simples na cabeça dos nossos filhos.


domingo, 18 de setembro de 2011

SAMSUNG SIM by Noiserv

Criatividade. O propósito e desafio lançado pela coreana Samsung a diversas figuras de diversas áreas da Indústria Criativa portuguesa (Arquitectura, Artes Perfomativas, Artes Visuais e Design, Marketing e Publicidade, Cinema, Televisão e Rádio, Moda, Música, Novas Tecnologias e Aplicações Digitais), através do SIM - Movimento pela Criatividade em Portugal.

No campo da Música, interessante é o resultado obtido pelo músico Noiserv (a.k.a. David Santos), ao conjugar sons emanados de diversos (12) produtos da marca, descritos no final do vídeo.


"52 motivos pelos quais Star Wars poderá ser o maior filme de sempre"

O título não é meu (daí colocá-lo entre aspas) mas do sítio WhatCulture! "52 Reasons Why Star Wars Might Just Be The Greatest Filme Of All Time" enumera, e justifica, os melhores momentos e sensações provocados pelo primeiro filme da dupla trilogia de A Guerra das Estrelas.

Sou um fã confesso desta série de filmes (e aqui não cabe aprofundar mais o "e como!", principalmente porque não quero...) e considero, algo suspeitamente, portanto, que Star Wars (1977) — mais tarde conhecido por Star Wars, Episode IV : A New Hope — é de facto aquilo que comummente se chama um grande filme. Sem qualquer tipo de problema ou complexo, colocá-lo-ei sempre de par com filmes como Metropolis (1927) e outros clássicos da Ficção Científica. Como em qualquer obra, especialmente se se falar de alguma da criada por George Lucas e da sageza (tantos, eu incluído, afirmam precisamente o oposto) das suas decisões quanto às alterações que, post-opus, decide aplicar-lhes, esta primeira parte das duas trilogias não está isenta de diversas lacunas e erros (de elenco e de argumento, por exemplo) mas isso faz parte do encanto que, não obstante, a alcandorou como fenómeno maior da Cultura Popular mundial desde há pouco mais de 34 anos a esta data.

Esta enumeração de 52 razões (poderiam ser mais, até) estende-se por várias páginas, acompanhadas de fotos e vídeos ilustrativos. Aconselho a segui-las. Quem sabe se mais fãs não se juntarão aos milhões actuais?


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Star Wars Blu-ray: celebridades apoiam acção benemérita de apoio à luta contra o cancro

É relativamente mal conhecida fora da comunidade de fãs (pelo menos em Portugal) da saga de A Guerra das Estrelas o apoio prestado a causa humanitárias de relevo inspiradas pelas duas trilogias. Hoje, o Geeks of Doom divulga o vídeo no qual participaram um grupo de conhecidas personalidades ligadas ao cinema e à TV norte-americana, numa acção de recolha de fundos, lançada pela Lucasfilm, em apoio à organização Stand Up to Cancer (que traduzo latamente por Enfrenta o Cancro).

Os actores são: Aziz Ansari, Zach Galifianakis, Bill Hader, Ed Helms, Ken Jeong, Jaime King, Seth Rogen (fã confesso desta obra de George Lucas), Andy Samberg, Emma Stone e Samuel L. Jackson (ele próprio actor no Episode III, Revenge of the Sith, de 2005, onde desempenhara o papel de Jedi Master Mace Windu). Foi-lhes proposto o desafio "Usa a Força para o Bem" e o resultado foi este vídeo em que representam algumas falas e cenas clássicas da primeira Trilogia Original (de 1977 a 1980), plenas de humor:



DVD: Pica-Pau no Público

Inicia-se amanhã, em iniciativa do diário Público, o lançamento de uma colecção de 10 DVDs com o clássico personagem de animação Pica-Pau (Woody Woodpecker, no original). Serão 10 volumes, ao preço de €1,95 cada.

O Pica-Pau é das animações de que tenho memória mais remota, de par com os desenhos da Warner Brothers. Recordo ser miúdo (*mesmo* miúdo) e seguir, deliciado, os filmes deste pássaro completamente louco e do seu cacarejar (não é tecnicamente um cacarejar, mas vocês percebem o que quero dizer), tudo ainda no Preto-e-Branco da RTP salazarista (também não o digo no sentido pejorativo do termo, mas simplesmente para localizar num tempo histórico como era a TV portuguesa de antanho; mas que esquisitos, estes leitores, levam tudo a peito...). Não sei como será neste particular a edição do Público, mas recordo igualmente que todos os desenhos eram apresentados por um senhor já de alguma idade e que, de uma forma cordata e sábia (pudera, era Walter Lantz, o seu criador!) nos introduzia cada episódio. Adorava que tal se pudesse ver nesta versão dos DVDs. Um tesourinho, até pelo preço que custa revisitar estas memórias.


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

NASA mostra novo veículo espacial

No ano em que os Space Shuttles voaram pela última vez, a NASA acaba de apresentar alguns detalhes do próximo veículo reutilizável, o MPCV ou Multi-Purpose Crew Vehicle, para vôos até ao chamado espaço profundo. O tal que, espera-se, lhe possa permitir deslocar tripulações até Marte, por exemplo.


See how NASA's new Multi-Purpose Crew Vehicle, based on the Orion capsule, stacks up against other crewed spaceships in this SPACE.com infographic.
Source SPACE.com: All about our solar system, outer space and exploration

Star Wars: e se os personagens vivessem na nossa galáxia?

Realmente... Boa pergunta, a que coloca o UltimateCoupons.com! Na tal galáxia muito, muito distante, de há muito tempo atrás (meu deus como já eram tão evoluídos naquele improvável passado... arrepiante), qualquer caga-ataques ascendia à condição de herói e todo o vilão podia destruir planetas com esferas metálicas gigantescas. Com mais ou menos "força". Aqui? Entre nós? Not so easy, folks! Na Terra é tudo muito complicado. Créditos galáctic.. erm... desculpem (estava a deixar-me levar pelo entusiasmo StarWars-geek), dinheiro já quase que não existe e estrelas só as do cinema, mesmo, por isso é de arregaçar as manguitas (e preparar os manguitos) e mostrar o que cada qual vale, na conjuntura humana, bem real. Ora vejamos...


Florence + The Machine: Ceremonials (2011)

E ele aí está, o (nome do) segundo álbum de originais da "minha" Flo(rence Mary Leontine Welch) após o Lungs de 2009. Ou melhor dizendo: aí estará, já que só será colocado nas lojas e online a partir do próximo dia 31 de Outubro, depois de ter sido inicialmente anunciado para 7 de Novembro. Ceremonials foi ontem apresentado oficialmente, acompanhado do segundo tema dos 12 que compõem este longa-duração (20 na versão de Luxe), "Shake It Out".





Para recordar o primeiro tema divulgado deste álbum, visitar esta ligação.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

The Official Ferrari Opus

The Official Ferrari Opus. São 37 Kg de História Automobilística Desportiva, lançada em várias edições (uma delas digital): Diamante Edition (caixa de protecção em fibra de carbono e um cavallino de prata incrustado com 1.500 diamantes de 32.3 quilates e apenas 1 (um!) livro por pais) por €275.000 (leu bem, duzentos e setenta e cinco mil...), Enzo Edition (400 cópias), cerca de €35.000, Cavallino Rampante Edition (500 cópias), €6.545 e a Classic Edition (a versão "povo", digamos) a custar uns miseráveis €3.520....

Opus is launching The Official Ferrari Opus at the newly opened Ferrari World Abu Dhabi and to coincide with the Abu Dhabi Grand Prix 2010. Here is your preview of the latest publication in the Opus Collection.

The ultimate celebration of the Prancing Horse: whether behind the scenes with the workers at the factory in Maranello, at the races with the team or in the cockpit with the drivers, the Opus offers an unprecedented insight into the magic of Ferrari. In-depth interviews with key personalities, exclusive features interspersed with spectacular new photo shoots and rare archive images displayed on a monumental scale bring to life the past, present and future of Ferrari and all it stands for to millions of devoted fans around the world.


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A mensagem de Bertrand Russell para o Futuro (em 1959)

Veja-se.
Pense-se.
Aplique-se!!!





(via Retronaut)

Foursquaropoly = Foursquare + Monopoly

Foursquaropoly é um novo conceito de jogo da empresa is a new game concept from Cargo Collective e que combina a aplicação de check-in com o famoso e já (algo) vetusto jogo de tabuleiro. Conforme o vídeo demonstra, a ideia é a de se poderem "comprar" as propriedades onde dermos entrada (check-in) e depois receber "renda" de quem por lá passar. A ideia é a "propriedade" poder ser reconquistada por outros (um pouco como as Mayorships do Foursquare original). Uma ideia de jogo talvez interessante, mas de cuja veracidade ainda duvido...


Foursquaropoly from Deanna McDonald on Vimeo.

domingo, 11 de setembro de 2011

Moleskine® Star Wars™: a batalha de origami

A Moleskine anunciou uma terceira edição limitada dos seus cadernos (depois de Pac-Man e dos Peanuts), desta vez com inspiração na marca Star Wars, em celebração deste conhecido ícone da cultura popular dos últimos 34 anos. Serão dois formatos de caderno, liso ou pautado, com outras tantas capas diferentes (cf. a fotografia seguinte). Adicionalmente, na bolsa interior traseira de cada um, se incluirá uma reprodução do poster desenhado em 1977 pelos Irmãos Hildebrandt. Disponível online e nas lojas a partir de 14 de Setembro, mais detalhes e enquadramento desta edição a ler neste Press Release.



O seguinte vídeo evocativo da edição é uma variação do tema da batalha entre o Bem e o Mal e foi recriado em origami por Alex Orlowski (director), Daniela Fuggetta (história), Lula Gomez (animação em stop motion) e Gadi da Solo Studios (efeitos sonoros).


2001.09.11. Lest we forget.

Imagem Wikipedia

sábado, 10 de setembro de 2011

Sinfonia da Ciência: o Mundo Quântico!

 
Symphony of Science é um projecto musical iniciado por John D Boswell no Outono de 2009, em que conjuga excertos de algumas séries televisivas científico-documentais do passado, desde "Cosmos" de Carl Sagan, a "Through the Wormhole" (apresentada pelo actor Morgan Freeman e que passou entre nós no canal de cabo Discovery Science há um par de meses atrás), com estas remisturas sonoras.

No tema que aqui destaco, "The Quantum World", ouvimos as vozes de personalidades conhecidas como Morgan Freeman e os cientistas e divulgadores Stephen Hawking, Michio Kaku, Brian Cox, Richard Feynman e Frank Close. Ouvi-los a cantar deu-me arrepios... (dos bons). e comoveu-me, mesmo. Detenhamo-nos nas palavras dos intervenientes e na... poesia (por que não?) da mensagem científica que transmitem.

Apetece-me dizer mesmo: a aventura humana é tão bonita! (quando deixamos vir ao de cima o melhor de nós próprios e o único traço de que todos nos devíamos orgulhar e procurar manter vivo.)




[Morgan Freeman]
So, what are we really made of?
Dig deep inside the atom
and you'll find tiny particles
Held together by invisible forces

Everything is made up
Of tiny packets of energy
Born in cosmic furnaces

[Frank Close]
The atoms that we're made of have
Negatively charged electrons
Whirling around a big bulky nucleus

[Michio Kaku]
The Quantum Theory
Offers a very different explanation
Of our world

[Brian Cox]
The universe is made of
Twelve particles of matter
Four forces of nature

That's a wonderful and significant story

[Richard Feynman]
Suppose that little things
Behaved very differently
Than anything big

Nothing's really as it seems
It's so wonderfully different
Than anything big

The world is a dynamic mess
Of jiggling things
It's hard to believe

[Kaku]
The quantum theory
Is so strange and bizzare
Even Einstein couldn't get his head around it

[Cox]
In the quantum world
The world of particles
Nothing is certain
It's a world of probabilities

(refrain)

[Feynman]
It's very hard to imagine
All the crazy things
That things really are like

Electrons act like waves
No they don't exactly
They act like particles
No they don't exactly

[Stephen Hawking]
We need a theory of everything
Which is still just beyond our grasp
We need a theory of everything, perhaps
The ultimate triump of science

(refrain)

[Feynman]
I gotta stop somewhere
I'll leave you something to imagine



As 11 faixas da banda sonora da nossa existência (digo eu) pode ser descarregada gratuitamente carregando na imagem infra. No site oficial do projecto estão os restantes 10 temas em vídeo, bem como acessos para as letras:


Precisamos de ver isto na TV portuguesa, URGENTEMENTE!

Star Trek: os primeiros 45 anos

The entire history of Star Trek is in this SPACE.com timeline infographic.
Fonte: SPACE.com: All about our solar system, outer space and exploration

Webcomic recomendado

Girls With Slingshots, de Danielle Corsetto. No mínimo, a deliciosa descrição do Wizardworld.com deve chegar para lançar o isco:

This daily web comic from Danielle Corsetto stars a wild and wacky cast of characters ranging from busty best friends and librarian dominatrixes to sensitive baristas and talking Irish cactuses.


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

"Thought of You", Ryan Woodward

6H do Estoril: Le Mans Series (à borla)

Uma boa notícia para fãs de desportos motorizados eventualmente mais distraídos: no próximo fim de semana de 23 a 25 de Setembro terá lugar a 6ª e derradeira prova da Le Mans Series em 2011, no Autódromo do Estoril. A entrada será gratuita, sendo que apenas o acesso ao paddock será pago (€15 por pessoa).

Todos os detalhes pertinentes, nomeadamente programa e horários dos três dias do evento, a ler no blog do Hugo Ribeiro: o Le Mans Portugal.

(Imagem emprestada do Le Mans Portugal)


quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O português é Peixes


O título é meu e a conclusão (e identificação) com tudo o que abaixo se segue nasceram da leitura do seguinte texto. Os destaques a cheio são igualmente meus. Tudo o mais — o principal — se deve à mente pensadora e lúcida do grande Português que foi Agostinho da Silva.

O Português preferiu a poesia da aventura, do sonho, a ser impelido para as coisas, ao trabalhinho que teve o holandês, que teve o inglês. Agora Portugal vai ter problemas. Portugal vai ter o grande problema que nós todos temos, que é sermos o que somos. De nos cumprirmos. O grande problema que nós temos na vida é cumprirmo-nos.” (…) “Nós fomos feitos para o impossível. Deixe o possível para os alemães. O possível, com grande magnanimidade eu deixo para os alemães e para os franceses. Nós o que temos que cumprir é o impossível.

Agostinho da Silva

Portugal foi formado na beira de um Oceano, não nas margens do Danúbio ou nas escuras florestas góticas da Escandinávia ou nas cinzentas colinas dos Países Baixos. A viva luz ambiente, a pressão – por vezes esmagadora – imposta pela presença de uma imensa e turbulenta massa oceânicas imprimiu desde cedo um carácter muito especial aos povos que foram chegando a este extremo europeu, que aqui se foram mesclando, camada após camada, até enformarem aquilo que hoje conhecemos como o “português” e que, espalhando-se pelo mundo fora, haveria de botar sementes de Lusofonia no Brasil, em África e na Oceania que ainda hão de frutificar e unir – nesse carácter aventureiro comum – todos estes povos dispersos pela geografia e pelos acasos da História.

Foi a paixão pela aventura, que nunca existiu num formato tão essencial e absoluto em nenhum outro povo além, talvez, excepto, nos gregos e nos fenícios, de que a portugalidade é plena herdeira, quer geneticamente, quer em termos de temperamento e alma. Se holandeses, ingleses e alemães se bastam e satisfazem como formiguinhas metódicas e organizadas, o português aborrece-se de morte nessas tarefas contabilistas e contadoras e sonha com mares abertos, com aventuras em terras distantes e feitos únicos. Por isso um pais tão pequeno conseguiu colonizar um pais continente tão extenso e diverso como o Brasil, por isso o regime de Salazar fez tudo quanto pôde para travar os fluxos migratórios para África, por isso a emigração portuguesa foi sempre tão intensa ao longo de tantas décadas (e por isso mesmo regressa agora em plena força). O português não se fez para viver em Portugal. O português é acima de tudo um cidadão do mundo, fiel à aventura do Descobrimento e do Desbravamento e sonhando com novos mares e terras renovadas. Quando tentaram fazer de nós um “país europeu” entrámos em longa depressão coletiva numa Europa de germânicos e eslavos com quem não nos identificamos nem na alma profunda, nem no temperamento superficial. Os nossos irmãos mediterrâneos, espanhóis, italianos e gregos comungam connosco deste sentido sentimento de inferioridade em relação aos Senhores do norte da Europa, mas não têm a força anímica que já revelámos ter, resistindo a duas perdas de independência e mantendo as fronteiras mais estáveis de todo o continente.

Portugal tem a missão e o dever históricos de liderar os povos mediterrâneos, da margem nortenha deste mar, até um ponto comum, que os separe dos povos do norte que sempre cobiçaram os seus Estados e solarengas paragens, que os afaste para as escuras e húmidas florestas do norte e que refundem em torno dos conceitos mediterrâneos de “vida conversável” e aventura empolgante as formas de vida que os neo germânicos tornaram em contabilidade e aforramento financeiro. O Homem mediterrâneo não foi formado para contar e somar, o mediterrâneo, de onde brota em primeira linha o portugueses e através dele, o lusófono, fez-se para viver e contar o que viveu, não para somar o número de pregos que usou na sua caravela, nem os quilos de pimenta que embarcou em Cochim. Foi quando o passámos a fazer que desenhámos o fim de Portugal e preparámos – séculos depois – a adesão a uma Comunidade europeia com a qual nada temos a ver.

Bocagisses...

Diz a lenda que Bocage, ao chegar a casa um certo dia, ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal. Chegando lá, deparou-se com um ladrão a tentar levar seus patos de criação. Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com os seus amados patos, disse-lhe:

- Oh, bucéfalo anácrono! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos Bípedes palmípedes, mas sim pelo acto vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso por necessidade, transijo... mas se é para zombares da minha elevada prosopopeia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com a minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à quinquagésima potência que o vulgo denomina nada.

E o ladrão, confuso, diz:
- "Doutor, afinal eu levo ou deixo os patos?"

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Um profissional. Testemunhem a atitude de Jeroen Bleekemolen

O piloto holandês, após um incidente técnico nos treinos para a corrida do ALMS 2011 em Baltimore que teve lugar no fim de semana transacto, passa por verdadeiros calafrios para se safar de uma situação imprevista mas que nem por isso o impressionou (demasiado). Caricata como foi, a situação reverteu a seu favor e, como prémio, acabou por ganhar a Pole Position para a corrida, que também venceu na categoria GTC ao volante deste Porsche 911 (também denominado de 997) GT3 Cup, partilhando o volante com o colega norte-americano Tim Pappas. Impressionante e tenaz.



segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Frases (Ficção Científica)

Science Fiction is not really about predicting the future. Instead, it's a format for serious and sometimes outrageous reflections about the past and present.

— Carl Abbott, Cyberpunk Cities, 2007

domingo, 4 de setembro de 2011

Star Wars: um par de documentários não-oficiais (imperdíveis!)

Destaco dois extensos documentários dirigidos por um fã, Star Wars Begins - The Complete Documentary (Fev. 2011) e Returning to Jedi - The Complete Documentary (Maio 2007), respectivamente 02:19:03h e 02:27:59h). Jambe Davdar (pseudónimo de Jamie Benning) é um fã britânico da saga Star Wars e tal nota-se na profundidade da análise que faz a practicamente todas as cenas dos filmes em que se inspira — profundidade esta que nada tem a ver com a extensão destas suas peças, todas eles mais extensas que os próprios filmes que analisam.

A poucos dias do lançamento em Portugal (13 de Setembro) da já polémica (re-re-re-) edição da saga A Guerra das Estrelas em formato de alta definição/Blu-ray (BD),  estes documentários trazem uma nova perspectiva sobre a trilogia original, os episódios IV (Star Wars: A New Hope, 1977) e VI (Return of the Jedi, 1983). O primeiro levou ao seu autor cerca de quatro (4!) anos de trabalho e nele se incluem algumas pérolas normalmente apenas conhecidas dos fãs mais empedernidos (geeks), como as cenas tomadas na Tunísia e que foram excluídas do filme inicial, as imagens captadas com o som de estúdio ainda antes de manipulação em pós-produção ou a verdadeira voz do actor que representou Darth Vader, David Prowse.

Convém realçar que estes dois documentários foram inicialmente disponibilizados no YouTube mas em diversas partes (14 para o primeiro) e só agora este site permitiu ao autor coligi-las todas numa única peça cada. A excepção (ainda) é o documentário relativo ao segundo filme de George Lucas para a saga, Episode V: The Empire Strikes Back (1980), Building Empire de seu nome (Agosto 2007), e que ainda se apresenta naquele site em 24 episódios.

Uma óptima forma de cada fã passar um serão, recordando e acompanhando um outro olhar, não institucional (digamos), sobre dois dos mais clássicos filmes da dupla trilogia. Trabalhos que adoraria ver inseridos na edição BD e que em nada ficam a dever àqueles já programados e lá inseridos...







Este meu texto e o destaque que o tema merece foram inspirados na notícia divulgada anteontem nesta página da Wired.

sábado, 3 de setembro de 2011

O crescimento dos Media Sociais

Ultimamente tenho-me cruzado com diversas infografias onde se comparam e ilustram os mais diversos assuntos. Esta, publicada há poucos dias pelo SEJ - Search Engine Journal, transmite-nos uma ideia de como têm evoluído desde 2004/2005 os sistemas e aplicações mais utilizados pelos cidadãos do mundo digital global (infografia completa após selecção da imagem).


E se os logótipos fossem (mais) honestos?

A pergunta fê-la (de certa forma) o designer, artísta gráfico e fotógrafo sueco Viktor Hertz através do redesenho de algumas bem conhecidas marcas no mercado. As vinte imagens renovadas podem ser apreciadas aqui. Não isentas de crítica bem dirigida às reais sensações que, subliminarmente, despertam em todos nós, mesmo que o não queiramos admitir.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Penso em ti...

... Sempre.
(e ainda choro por ti)
Brinca lá muito à bola, onde quer que estejas.
Gostava tanto de estar contigo...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Wenders dirige "Para Pina"

Uma pérola estética, este trailer do próximo filme de Wim Wenders, "PINA - Dance, dance, otherwise we are lost", a estrear nos Estados Unidos lá para finais deste ano. Um filme para Pina Bausch, é um documentário rodado em 3D sobre a vida e obra da célebre bailarina e coreógrafa vanguardista alemã. Será esta a primeira obra artística (i.e. sobre Arte) a empregar meios 3D de visionamento, após estea trwecnologia ter sido usada no grande ecrã em produções (mnais) comerciais, como alguns conhecidos filmes de animação e outros com actores "reais" (conceito cada vez mais fugidio, especialmente quando associado a 3D hoje em dia...)

PINA - Dance, dance, otherwise we are lost - International Trailer from neueroadmovies on Vimeo.